Abril 2012

Herdades do baixo Alfusqueiro

por Miguel Pereira » 18 abr 2012, 22:04

Boas!

Durante a semana passada aceitei o convite de um amigo, para visitar umas “herdades”!
No sábado passado fiz-me a estrada e aí fui eu!

Depois de uma sexta feira de chuva fraca, a noite foi bastante mais produtiva com chuva forte e intensa, pelo que as expectativas eram altas! Já não me lembrava da ultima vez que tinha caído água dessa forma!
Saí de casa com muito frio, tempo instável e com ameaça de chuva constante, estavam reunidas, em teoria, as condições para um bom dia de pesca!
Só faltava saber se as águas do rio tinham subido e se a tonalidade escurecido um pouco!

miguel pereira trutas 1

Chegados ao ponto de encontro, cumprimentos da praxe, fomos para o rio, com o meu colega a explicar que seria uma descida longa para o rio, e depois um trajecto de dificuldade baixa no rio! E a primeira chuvada em cima do lombo já ninguém nos tirava!Por meio de silvas, tojos, cascalho lá chegamos ao rio!
Para espanto, ou não, a água não tinha enludrado mas o caudal tinha subido alguma coisa! As terras estão bastante secas, absorvendo todas as gotas de água que caem, e desta forma não há água barrenta a cair para para o rio, não permitindo que escureça!

Com as explicações do troço, as primeiras horas de pesca seriam para jusante e depois uma incursão para montante!

Fomos lançando, em todas as correntes e passado um pouco o meu colega faz a estreia do dia!

Uma pequenina truta, bastante arisca que se rendeu a uma colher EDU nº 0.

miguel pereira trutas 2

Fomos batendo tudo o que havia, inclusive poços bastante profundos, debaixo de algumas chuvadas, mas as trutas não queriam aparecer! Estava frio quanto baste, sendo essa uma justificação para a baixa actividade, porque pelas teorias da pesca, água havia, e era a primeira vez que elas viam tanto caudal e tanta oxigenação na água.

miguel pereira trutas 3

No final deste açude profundo faço a minha primeira truta, bastante brava!Rendeu-se a uma EDU nº0 gentilmente cedida pelo meu colega, aliás foi a primeira vez que pesquei com estas colheres!Infelizmente não as encontro há venda em Portugal. Gostei muito!tem um trabalhar bastante rotativo comparado com a Mepps por exemplo!

miguel pereira trutas 4

Depois desta captura regressamos ao ponto de inicio para fazer o que nos restava.

miguel pereira trutas 5

Mais umas chuvadas no lombo, e mais um bom troço de rio feito, apenas um toque de uma truta digna de registo na cana do meu colega!

miguel pereira trutas 6

Tinha chegado a hora de almoçar, e fizemos uma longa e dura subida até aos carros!Foram seguramente uns 20 minutos durante uma subida bastante íngrime, que enquanto me lembrar acho que não lá volto, mesmo que tenha gostado imenso daquela zona do rio!

Depois de uma “bucha” e de um folar de sobremesa, fomos até á segunda parte!

Desta vez um troço mais plano sem grandes sobes e desces, com mais umas abertas de sol e com uma temperatura mais agradável, chegamos a um poço, que talvez seja o mais profundo que conheço no rio. Alimentado a montante por uma corrente, lanço a primeira vez e nada! Lanço a segunda, e com a amostras a uns 8 metros de mim,e vejo uma enorme boca a atirar-se a amostra…o coração disparou só com o susto, a truta toca na amostra, e vejo um lombo enorme a afundar outra vez para a escuridão do poço….era bicho para mais de kilo! O meu colega lança a seguir e tem outro toque do animal!

Refiz-me do susto, e lanço outra vez, deixando a amostra bater no fundo e depois recolher lento para varrer mais o fundo….e mais um toque!!! Ainda a tive uns segundos engatada, mas não era o dia de ela sair!

miguel pereira trutas 7

Fomos subindo o que restava para bater, e faço a segunda truta do dia! Mais uma bela truta  que ainda deu uns saltos contra a corrente do rio, para se salvar, mas lá a consegui fotografar!

miguel pereira trutas 8

Ainda fizemos mais um açude sem resultados práticos!

miguel pereira trutas 9

Estava feito o dia! Foi muita pesca, foram quase 11 horas no rio, com emoções, capturas, contacto com paisagens deslumbrantes, locais inóspitos e acima de tudo em boa companhia! Melhor que isto??? Duvido…

Ficha Técnica:
Cana: Plaiway Economic Rod
Carreto: Mitchell Avocet 1000pf
Linha: Trabucco 0,16

Amostras: Edu nº 0 e Mepss Tw

Facebooktwittergoogle_plus

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *