Agosto 2013

À terceira é de vez

por João Baltazar » 31 Ago 2013, 01:11

Finalmente chegaram as férias, uns dias de descanso no Sudoeste Alentejano. Nos primeiros dois dias faço o reconhecimento das zonas a bater, aproximava-se marés muito grandes e com a lua cheia, as condições estavam reunidas para umas boas pescarias. No terceiro dia, fim da tarde chego ao local desejado.

praia

Pouco depois e com a maré mais vazia, alcanço umas pedras ilhadas que permitem chegar á rebentação. Começo por testar com Saltigas de 14 mas não conseguia atingir aquele espumeiro desejado, depois de alguns lançamentos mudo para Saltiga 17 a Electric Sardine e ao segundo lançamento que atinge o alvo, mal cai na água sinto um ataque, seguido de uns valentes puxões, o drag do Luvias começa a ouvir-se, era musica para os meus ouvidos. Trabalho o peixe de modo a contornar todos os muros de pedra que tenho pela frente, e quando finalmente entra no carreiro dá uma sapatada e adeus soltou-se, a frustração de estar a ver aquele belo exemplar, e se soltar mesmo aos meus pés depois de tanto trabalho foi frustrante.

Continuei a insistir para o mesmo local e depois de uns lançamentos, ferro uma pequena Baila prontamente devolvida. Passei uma meia hora sem sinal de nada, e depois de testar tudo o que havia de amostras na bolsa resolvo arriscar uma Laser Sardine 17, o mar estava muito vazio, e o risco de ela se apaixonar por uma rocha era muito forte. Num dos lançamentos consigo atingir um espumeiro em frente, muito próximo dos carreiros de pedra. começo a recuperar lentamente até que…

Ficha Técnica:
Cana: Daiwa Infeet
Carreto: Daiwa Luvias 3012H
Linha: Sufix 832 0,20
Leader: Gorilas 0,45
Amostra: Saltiga LaserSardine 17 (Uma das fateixas de origem cedeu…)
Peso: 5,650 kg 80 Cm

Facebooktwittergoogle_plus

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *