Dezembro 2013 (1)

Ai não vêm?!

por André Machado » 10 Dez 2013, 03:18

Pois vou eu! Normalmente, quando vou sozinho, apanho peixe! Depois não digam que não avisei. E assim foi.Todos os meus habituais companheiros não puderam comparecer! Pelos mais diversos motivos! Havia um que talvez fosse mas que depois apitava! Não apitou, não pescou! O plano era pescar nas duas ultimas horas da enchente e na primeira da vazante! O período da vaga era de 12 mas como nos dias seguintes ia aumentar e o vento vinha ai para arrebentar, havia que aproveitar! Ultima oportunidade! Alguns companheiros tinham feito algumas capturas em dias anteriores e isso, claro, dá alento. Lá fui, vinil na ponta da linha para variar! Desci, lancei e à 2ª vez pareceu-me sentir peixe. Mas não tive certeza. Como a maré estava ainda a subir desloquei-me a outro pesqueiro enquanto ainda se podia lá pescar! Mas já estava perigoso e fiquei quase de imediato todo molhado com uma chuveirada daquelas! Toca a basar! Voltei atrás novamente. Entretanto vejo o mar a trabalhar bem numa determinada zona. e fiquei os minutos a lançar talvez ai ao 4 ou 5 lançamento sinto peixe, quando fiz uma paragem, toca de cravar e uma pancada seca, não muito vigorosa. Olha, ai esta um peixito! De repente…ai vai ele!!!!! Levou alguma linha, umas quantas cabeçadas, tentei manter a calma. Lá o fui recolhendo. A escoa estava forte e aqueles últimos metros iam ser complicados. Seria peixe para os seus 3/4 kilos pensei! A escoa, entretanto ia forte para a minha direita em direcção a um caneiro entrado no areal. Por momentos pensei que tivesse passado para lá da pedra mas não, estava ali! À minha frente, na areia!! Mas não tinha 3 nem 4 tinha…Era grande muito GRANDE!! Seria recorde…7 kilos talvez!! Era um grande grande Robalo!!!! Parecia um puto com uma prenda nova de contente que estava.

Ainda fiquei mais uns momentos a lançar para o mesmo local mas nada mais! O mar continuava a subir e o receio de não conseguir passar de volta levou-me a desistir daquele local. Voltei para o local inicial onde me pareceu ter sentido peixe! Seriam as bailas que têm andado por aqui? pensei. Bom vamos ver…La insisto e volto a sentir um toque. Paro de recolher e pum pum, cabeçadas e linhaaaaaaaaaaaaaaaaaaa. O carreto agora sim cantava!!!! Estive muito calmo, mais do que é normal em mim. A captura anterior dava-me uma calma e uma confiança que antes não tinha sentido. E este sim, levava linha, muita linha. Dava muitas cabeçadas, a cana trabalhava espectacularmente, o carreto também!!! Foi a luta mais longa que travei com um robalo. Estive uns bons minutos a lutar com este exemplar super atlético!

Já levava linha demais para o meu gosto. Dou um pequeno ajuste na embraiagem que deverá ter coincido com o desgaste do bicho. Consigo recolher alguns metros e agora novo problema se colocava. A escoa nesta zona estava ainda mais forte e a fugir declaradamente para a direita! Sinto o peixe perto e as ondas arrastam-no para a direita em direcção a duas pedras! Caneco assim ainda o perco! Mas não conseguia evitar. Era muita a força do mar! Por varias vezes tive o peixe perto mas sempre a escoa o levava, e o fio roçou ao de leve na pedra, felizmente não mariscada! Aguentou-se. Para ai à 6 ou 7 vez o mar encolheu ligeiramente eco peixe ficou ali na areia! Uma corrida rápida e com a mão na guelra levantei-o! Fui rápido! Só assim seria possível fugir à próxima onda! E assim foi!!

Mais um troféu, muito idêntico ao outro mas ligeiramente mais pequeno! Mas com um força demolidora muito superior ao primeiro! Mais um troféu! Que pescaria!!! Que noite de sonho!! Dois troféus numa noite só!! Entretanto, já tinha ligado ao André Rodrigues, com quem tinha estado antes de ir pescar a avisar. Em seguida liga-me o Tozé! Os homens quando de pesca se trata são piores que as mulheres a falar de novelas. Fico mais um pedaço ali a lançar e tenho mais dois toques que não consigo cravar. Tenho mais um peixe ferrado mas apenas um par de segundos! E logo em seguida ferro um exemplar que não sendo um troféu já era um bom peixe. Rapidamente o pus a seco! Estava feita a pesca! Em cerca de uma hora fiz a pescaria da minha vida! Sozinho, no escuro da noite, com a companhia de Deus e dos dois maiores exemplares de Robalo que alguma vez apanhei! Um sonho, tornado realidade! Agora sim a fasquia está altíssima!

robalo_captura_andre

andre machado 2

andre machado 3

Desculpem esta foto na cozinha mas era a única com o peixe de 3kg!

Ficha técnica:
Cana: Daiwa Infeet 2,82
Carreto: Shimano Stradic 4000F CI4
Fio: Multi Sufix 832 0.18 + Seaguar Ace 0.47
Amostra: Vinil KBX rosa

Peixes: 3 robalos de 93cm/7850gr (novo recorde pessoal), 86cm/6830gr e 65cm/3080gr

Facebooktwittergoogle_plus

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *