Fevereiro 2014

Em busca de um “Eldorado”

por João Mota » 21 fev 2014, 16:21

Recentemente li um artigo chamado “The Loneliest Brook Trout in the World” de um site/blog/forum que sigo chamado “The Itinerant Angler”. Este artigo teve o condão de me fazer sonhar, mais, de me fazer partir em busca do meu sonho! Toda a informação acerca da pesca à truta aqui na Madeira é escassa e difusa, praticamente tudo o que sei foi-me passado pelo Paulo Teixeira da MadTrout…e ele também não dispõe de tempo para grandes incursões “à descoberta”.

Agarrei-me então a mapas disponíveis e começo a tentar perceber onde andam os cursos de agua com capacidade de albergar trutas. Dos três que conheço e de onde sei que há trutas mas é proibido pescar tendo fazer uma relação de possíveis sítios que podem ter condições de albergar alguma truta. Aguá todo o ano, clima fresco/frio, levadas a ligar, desníveis do terreno e acessos…

Comecei por um mais óbvio e perto de mim, que já tinha ouvido falar por ter a meio uma mini represa na qual já foram tiradas algumas trutas…pensei que se na represa tem, então mais a montante existe a possibilidade de também as haver. Parto para uma pesquisa mais detalhada do terreno e pareceu-me estar reunidas condições para uma exploração à descoberta.

Há uns tempos tive conhecimento de uma montagem de ninfa e pensei fazer-lhe umas modificações para depois experimentar no terreno, foi à três dias que me pus a trabalhar no torno e lá saiu qualquer coisa que merecia ser experimentada… Uma ninfa cauda de faisão com dubbing UV…à la Mota…

joao mota ninfa

Ontem fui pôr a pesquisa em prática e meto-me ao caminho. Chegado ao local, estaciono o carro num fim de estrada junto a uma ponte por onde passa o riacho e parece-me bem. Levava água em abundância, como nevou na semana passada imaginava que a temperatura da agua devia de estar “agradável” e ao jeito das pintadas, caso as houvesse… Vejo uma senhora a sair de um aglomerado de casas, e olhava para mim desconfiada…devia de parecer uma aparição meia estranha…de calções naquela manha fria.

Meto conversa com a senhora para quebrar o gelo e evitar uma chamada para a policia a fazer queixa…após um rápido bom dia apresento-me como pescador e pergunto se a população local tem hábito de pescar trutas naquele troço…para minha surpresa ela responde que sim, ocasionalmente alguns homens subiam o riacho para apanhar trutas para fritar…bem fiquei satisfeito por haver trutas…mas será que as fritadas eram ocasionais ou já teriam posto fim à população truteira…???

Agradeço a informação e lá disparo uma resposta com pesca e solta pelo meio…levei com um olhar de desconfiança e lá me faço ao caminho… Vou devagar até atrás de uma pedra e começo os lançamentos logo ali ao pé, a escassos 20/30mts do carros e ao quarto ou quinto lançamento sou surpreendido com um belo toque que levou umas carreiras debaixo de agua e depois até aos meus pés, ponho a mão na agua gelada e agarro o meu troféu!

em busca de um el dorado truta_3

Rápida foto para devolver a pintada à agua e após novos lançamentos mais um belo toque, este vergava a minha cana linha 3 ao limite…tinha de ser maior..!! Após uns minutos de ganho eu ganhas tu lá consigo trazer a truta aos meus pés, e que bela visão tive!

em busca de um el dorado truta_2

Era possivelmente uma das minhas maiores trutas e de certeza a maior apanhada em riacho! Deixo aquela secção para não sobre pescar a zona e vou avançando pelo riacho acima, muita pedra grande pelo caminho tornava a progressão difícil, mas as capturas iam-se sucedendo…para minha surpresa e satisfação! Chego a mais uma zona em que a agua caia de um degrau superior a cerca de um metro para uma poça maior e tenho um bom ataque que se descrava, logo a seguir outro novamente e mais uma foto da praxe!

em busca de um el dorado truta

Era outra boa truta! Continuei mais algumas dezenas de metros e mais algumas capturas com mais uma boa truta que se descravou já na minha mão. Estava feita a pescaria, o resto ficaria para outro dia! Realço o facto que todas as capturas foram feitas com a mesma ninfa, que ao fim já dava ares de ter ido à guerra…eheheheh

joao mota equipamento

Uma vista rápida do local por onde andei, todas estas pedras vêm com as enxurradas, o que torna o sitio complicado quando chove muito…

joo mota natureza

Uma das poças maravilha da zona!

joao mota cascata

Esta incursão deixou-me com a certeza de que existem mais sítios onde procurar o meu “Eldorado”, mais sítios para me encontrar com o meu sonho!

Ficha Técnica:
Redington Tempt 7’6” #3
Redington Drift #2/3
Rio Mainstream Wf#3
Furled leader
Tippet Rio x5
Ninfa cauda de faisão com dubbing UV #12

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *