Janeiro 2017

Uma pesca mais ligeira
por Hugo Sousa» 15 jan 2017, 22:29

Boas amigos, fica aqui um pouco, ou um pequeno resumo de algumas saídas que fiz este ano que passou. Geralmente no verão pesco um pouco mais ligeiro, na esperança de enganar alguns Lírios, espécie que começa a abeirar quando o tempo começa a aquecer, pode ser logo nos inícios da primavera, como pode demorar mais um pouco, mas verão é sinónimo de várias espécies, e logo um dos peixes que mais prazer me dá a capturar, então com equipamento mais leve, é uma guerra, e se houver muita rocha ainda pior e mais difícil se torna, tanto se raspa nas rochas e parte a linha como abre triplos e parte anzóis.

Uma pesca por vezes frustrante, tanto entram de monte e é lançar para o meio da confusão, como pode entrar meia dúzia de peixes; quando entra muito peixe é caso para dizer que a água ferve durante instantes, para logo depois só se ver escamas a brilhar, e os cardumes de peixe miúdo dizimado, muito bom de ver os ataques desta espécie, a velocidade que atingem e a sua voracidade, um frenesim completo.

Tem dias bons e dias maus com todas as outras pescas, mesmo quando entram e em plena caça, por vezes ignoram as iscas, outra vezes quando não os vemos nem há sinais deles e lá fica algum, como também perseguem a isca e desistem à ultima da hora; geralmente entram duas a três vezes numa manhã, pode haver mais ataques, mas geralmente passam e tenho aquela oportunidade para tirar algum peixe, é tanta situação diferente que acontece e várias horas à espera que já me aconteceu chegar ao pesqueiro e já la estavam a caçar e ter de montar as coisas à pressa, como também já me aconteceu já ter tudo arrumado e não os vi nessa manhã quando vinha pela rocha acima ouvi os Garajaus a chilrear (aves marinhas de pequeno porte) olhei para trás e era ataques por todo o lado, é sempre uma incógnita, por vezes não passam onde estou, e lá a meio da manhã mudo de pesqueiro, como podem não passar de todo, e só passar a meio da tarde ou outra hora, mas bem cedo de manhã é quando eles começam a caçar.

Deixo aqui umas fotos também de outras espécies como a Anchova e o Pargo, embora estes vão saindo durante o ano todo, e dão umas lutas engraçadas principalmente a Anchova.

Aqui nesta foto da Anchova nota-se o poder de maxilar destes peixes, com iscas pequenas só se perde material, e com leader fino, muitas das vezes só se sente um pequeno toque e lá foi a amostra, mas caso entre bem na isca é mais fácil de virar que um Lírio, mas é um peixe muito desportivo. Esta da foto deu uma luta espectacular.

Material utilizado:
Cana G-Loomis Greenwater 7´9 cw-1/4-5/8
Carreto-Shimano Exage 1000
Linha tuff line 0,10 mm
Leader Asari 0,26 Fluor
Isca Vinil 10 g. tamanho 90

Hugo Sousa

Facebooktwittergoogle_plus

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *