Março 2010

Um toque , um peixe…
O despertador toca como tem tocado durante toda a semana.
É sábado! Toda a gente vai á pesca (ou quase toda a gente).
Levanto-me desfaço a barba, tomo o duche da praxe e visto-me nas calmas.
Dirijo-me á garagem coloco todo o material dentro do carro e lá vou eu….
Lá vou eu, mas para mais um dia de trabalho, pois era dia de estar de serviço
O material foi comigo porque o plano era no domingo ir até ao mar antes de ir para casa.
E conforme planeado, chego ao pesqueiro por volta das 10:00. O dia estava fantastico e o mar bonito. Já lá se encontrava 1 spinners e 2 a corricar mas só um deles tinha um Labrax com cerca de 2kg. Meti conversa e perguntei que tal estavam de toques, ao que me responderam que só tinham sentido nas borrachas e mais ao largo.
Avancei um pouco mais para a frente e escolho uma zona que tinha rochas que ainda faziam um pouco de sombra. Aposto numa amostra prateada e lá vai para dentro de água. Vários lançamentos e nada, tambem não tinha grandes espectativas, pois a água estava lusa e o sol já ia alto. Mas eu já me dava por feliz estar novamente com os pés na água.
Vou trocando de amostras e nada, decidi fazer mais meia duzia de lançamentos antes de ir embora e quase no fim, e quando já não esperava por nada, sinto um puxão na ponta da linha, faço a ferragem e já está! (O som do meu Regal é lindo)
Vislumbro o vulto a alguns metros e apercebo-me que só vem ferrado por uma haste da fateixa.
Vou puxando sem forçar muito o peixe e lá o pus a seco.
É o meu primeiro do ano
Já tinha saudades de peixe fresco para o jantar.
Agora é esperar para o proximo fim-de-semana (se o mar deixar)
Equipamento:
Cana: Daiwa Emblem Z 3,00mts
Carreto: Vega Regal 40
Amostra: Fisherboy Perola
Fio: Whiplash crystal 0.17 com baixada 0.37
O heroi: 48cm e 1,4kgs
____
Abraço
Jos
Um toque , um peixe…

por José Costa » 14 mar 2010, 19:10

O despertador toca como tem tocado durante toda a semana. É sábado! Toda a gente vai á pesca (ou quase toda a gente). Levanto-me desfaço a barba, tomo o duche da praxe e visto-me nas calmas. Dirijo-me á garagem coloco todo o material dentro do carro e lá vou eu…. Lá vou eu, mas para mais um dia de trabalho, pois era dia de estar de serviço. O material foi comigo porque o plano era no domingo ir até ao mar antes de ir para casa. E conforme planeado, chego ao pesqueiro por volta das 10:00. O dia estava fantástico e o mar bonito. Já lá se encontrava 1 spinners e 2 a corricar mas só um deles tinha um Labrax com cerca de 2kg. Meti conversa e perguntei que tal estavam de toques, ao que me responderam que só tinham sentido nas borrachas e mais ao largo.

Avancei um pouco mais para a frente e escolho uma zona que tinha rochas que ainda faziam um pouco de sombra. Aposto numa amostra prateada e lá vai para dentro de água. Vários lançamentos e nada, também não tinha grandes expectativas, pois a água estava lusa e o sol já ia alto. Mas eu já me dava por feliz estar novamente com os pés na água. Vou trocando de amostras e nada, decidi fazer mais meia dúzia de lançamentos antes de ir embora e quase no fim, e quando já não esperava por nada, sinto um puxão na ponta da linha, faço a ferragem e já está! (O som do meu Regal é lindo). Vislumbro o vulto a alguns metros e apercebo-me que só vem ferrado por uma haste da fateixa. Vou puxando sem forçar muito o peixe e lá o pus a seco. É o meu primeiro do ano. Já tinha saudades de peixe fresco para o jantar.  Agora é esperar para o próximo fim-de-semana (se o mar deixar).

Equipamento:
Cana: Daiwa Emblem Z 3,00mts
Carreto: Vega Regal 40
Amostra: Fisherboy Perola
Fio: Whiplash crystal 0.17 com baixada 0.37

O herói: 48cm e 1,4kg

Abraço

José

Facebooktwittergoogle_plus

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *