Março 2012

Há dias assim

por Armando Sousa » 29 mar 2012, 14:53

Há dias que saímos para pescar e por momentos pensamos tão bem estava eu a dormir, principalmente quando chegamos ao mar e nos deparamos com condições difíceis para o spinning.

Hoje foi uma manhã assim, tinha combinado ir com o meu amigo João fazer uma pesquinha de manhã, no tempo que havia livre e assim foi, encontramo-nos como de costume bem cedo e ás 7h já pescávamos, mas com condições de mar muito difíceis, maré cheia, ondulação de 1.5, mar forte e bem batido fazia-nos stressar sempre que nos aproximávamos mais para pescar!

Segurança acima de tudo e sem se conseguir muito pescar foi-se passando o tempo sem grandes resultados, o mar estava assim.

armando robalos 3

O tempo passou e o João teve que ir embora, fiquei só com aquele cenário pela frente, caminhando pedra fora em busca de uma zona onde pudesse estar mais tranquilo, e curiosamente onde o mar estava a bater mais descobri que escondia uma zona mais protegida onde se podia fazer uns lançamentos tranquilamente.
A zona parecia-me funda mas fazia um grande espumeiro, decidi colocar um vinil e tentar a minha sorte!

Tinha na noite anterior preparado mais uma invenção, resultado de experiências anteriores, depois de comprar um vinil Storm Ultra Eel e o ter experimentado não gostei muito do cabeçote e ontem á noite fiz um mix entre o cabeçote da Savagear Sandeel e o corpo da Storm Ultra Eel 18cm na cor AYU, que me agradou bastante, mas por achar um pouco comprido cortei-o 1.5cm e coloquei no cabeçote da Savegear.

Foi este o Mix que coloquei na ponta da linha, comecei a lançar com uma animação dente de serra mais agressiva e depois fiz a mesma animação mas muito mais lentamente, e numa das vezes depois do Mix afundar quando levanto a cana levo uma valente pancada, parecia pedra mas eu sabia que ali era impossível ser pedra e ferrei, logo de seguida a pedra mandou quatro cabeçadas bem fortes e ZZZZZZzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz o carreto começou a debitar fio e a acusar quem estava lá em baixo!!!

Era um valente robalo que estava ferrado na ponta da linha, foi uma sensação incrível sentir de imediato tanta força, o robalo arrancou mar a dentro como um comboio sem paragem aparente, o drag bem regulado lá cantava o fado do ZZZZzzzzzz que tanto gostamos e fui apertando o drag a ver se abrandava a besta, mas era forte e não parava!!!
Já me começava a preocupar com o fim da linha, aperto mais um pouco o drag e começo a recolher, a speedmaster seabass dobrava toda e aguentava as investidas do bicho, ele dava cabeçada atrás de cabeçada sem se cansar, a luta era espectacular e eu sabia que tinha ferrado um bom peixe!!!!!

Fui recolhendo fio até que consegui ver o peixe, estava ainda a cerca de 50 m veio á tona e bateu-se mais um pouco, eu mantive sempre a cana em tensão e fui recolhendo a linha, com muita calma fui trabalhando o bicho mas ele não se rendia e volta a pirar-se mar dentro, mais uma arrancada, o drag no limite e ele levava linha e dava mais umas cabeçadas, continuei a trabalhar aquele valente lutador e finalmente consegui aproximá-lo mais, já estava a cerca de 10 metros e agora o problema era como o tirar da água…

As ondas ainda batiam forte e numa vaga maior ele volta a arrancar, “…meu deus mas quanta força tem este gajo??????…” pensei eu, nova luta muitas cabeçadas e com muita paciência lá veio ele, estava bem ferrado mas temia que toda a luta pudesse fragilizar a boca e perder o peixe, com muita calma mantive o robalo á minha frente alguns segundos e esperei por uma onda mais forte, a mais de 3 metros de altura era impossível tirar aquele bicho a peso da água.

Ele já dava sinais de cansaço e para minha sorte veio um set de ondas mais fortes que iam bater forte e chegavam quase aos meus pés, numa primeira coloquei o peixe sobre umas pedras, aguentei a água e na segunda onda levantei-o bem até ás pedras á minha esquerda e lá ficou, estava a seco e tinha conseguido ganhar aquele combate com tão nobre lutador, não cabia em mim de contente, pelo barrote que tinha á minha frente e pela adrenalina de toda a luta que tinha terminado a meu favor depois de durar um bom tempo!!!

armando robalos 4

Media 76cm e pesava 4,1 Kg era um macho, o esperma ainda escorria da barriga e além do mais era o meu novo recorde de robalo ao spinning,

afinal ficar a dormir é que não dá peixe de certeza! Imagens para noção do tamanho real, sem o famoso “esticobraço” do Nuno!!!!

armando robalos 2

armando robalos 1

Ficha Técnica:
Cana: Shimano SpeedMaster 300H+
Carreto: Shimano TwinPower 4000 Ci4
Linha: Berkley Fireline XDS 0,19
Terminal: Berkley Vanish 0,41
Amostra: Cabeçote Savagear Sandeel 42g

Vinil Storm Ultra Eel 18cm (16,5cm)

Facebooktwittergoogle_plus

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *