O Futuro

Será sempre aquele que queremos que seja. Mas entre o “querer” e o “que será” vai uma grande diferença. Ao falarmos do Futuro poderíamos abordar vários assuntos; falar de vários “Futuros”… Num momento em que iniciamos um novo capítulo e simultaneamente viramos uma nova página no “Pesca com Amostras”, com um novo Site e a Revista do PCA on-line – aberto a todos os visitantes.

Um novo Fórum dedicado e exclusivo a todos as técnicas que utilizam amostras artificiais -visível apenas a Membros devidamente registados, podíamos falar do futuro do Pesca com Amostras, sim podíamos, mas estou tranquilo pois o futuro está assegurado.

De facto, as mais de 90.000 mensagens, os mais de 7.000 tópicos, criados e debatidos pelos nossos membros ao longo de pouco mais de um ano de existência, demonstram toda a força e dinâmica deste excelente fórum, que tem no seu seio o que de melhor existe em Portugal na Pesca com Amostras Artificiais.

Estamos por isso, todos de parabéns pela excelência e pela qualidade deste nosso Fórum, que se tornou assim e naturalmente, numa referência nacional. O Futuro no que ao PescaComAmostras , diz respeito está assegurado. Continuaremos a trabalhar no sentido da inovação, dos valores, do respeito e da ética, da educação e da formação e sobretudo na consciencialização de novos pescadores para uma pesca mais responsável, consciente e sustentada.

Não fazemos anúncios espúrios; agimos e concretizamos. É esta a nossa matriz. Mas…antes que o texto se alongue…pois os textos devem ser lidos…e o tamanho às vezes causa alguns receios…, gostaria de falar de um “outro” Futuro, neste site aberto e visível a todos os visitantes: O Futuro da Pesca…e o Futuro da Pesca ao Robalo. Por incrível que pareça, o Robalo pode até revelar de alguma forma o comportamento e o funcionamento da nossa sociedade.

O Robalo, pelo seu valor gastronómico e desportivo é o exemplar que todos gostam de capturar. Todos sabem que existe em quantidades finitas, que é sujeito a enorme pressão de pesca, mas a imensidão do Mar pode deixar crer que nunca acabará. É um erro crasso, pensar assim! O Robalo não é ainda uma espécie ameaçada…mas a continuar tudo como está, será certamente considerado “Espécie Ameaçada” num futuro próximo…como muitas outras aliás… Como somos responsáveis e coerentes deixamos aqui um Alerta. Todos nós pescadores lúdicos/desportivos temos constatado uma diminuição no número e tamanho das capturas nestes últimos anos…

Os profissionais também. Sabem que cada vez mais, têm de ir mais longe, utilizando aparelhos e sondas cada vez mais sofisticadas na procura de cardumes cada vez mais pequenos e raros. O acréscimo destes custos, obriga-os a aumentar a pressão de pesca…é um ciclo sem saída e que tenderá a prazo para o esgotamento irreversível dos recursos marinhos.

A capacidade da Natureza se regenerar é infinitamente menor que a nossa avidez pelos seus recursos. Não podemos permitir por muito mais tempo este “estado das coisas”, não podemos conviver por muito mais tempo com este laxismo irresponsável. É tempo das autoridades competentes assumirem as suas responsabilidades, alterarem a legislação vigente e de uma vez por todas salvarem esta e outras espécies. Como?

  1. Instituírem novos tamanhos mínimos legais de captura. (no caso do robalo passarem imediatamente dos 36cm actuais, para os 42cm e assim permitirem ás fêmeas desta espécie, pelo menos uma oportunidade de se reproduzirem).
  2. Criarem em diversas zonas do País “Santuários e/ou Maternidades”. (zonas onde os juvenis desta espécie se pudessem desenvolver naturalmente, com a total proibição de pescar nesses locais).
  3. Criar um período de defeso integral e total para esta espécie. (é uma irresponsabilidade permitir: Profissionais, Pseudo-Profissionais ou Lúdicos/Desportivos pescar em alturas de desova…).
  4. Melhorar e agilizar a actividade Fiscalizadora. (aumentar o valor de algumas coimas e contra-ordenações de modo a serem dissuasoras de actividade ilícita).
  5. Instituir para além da licença, uma Carta de Pescador obrigatória e Normas de Conduta. (hoje em dia, qualquer português compra uma cana e um carreto e torna-se “pescador” sem conhecimento algum de espécies, hábitos, ou legislação associada…). É necessário apostar na Formação e Educação de novos pescadores.
  6. Maior Fiscalização a jusante desta actividade, seja ela Profissional ou Lúdica. (uma simples abordagem e verificação em muitos restaurantes, resolveria muitas questões…)

É também por isto que o PescaComAmostras está num outro patamar. Falamos e discutimos abertamente todos os assuntos. Mesmo os mais “quentes e polémicos”, com elevação, frontalidade e educação. Propomos e sugerimos novas vias, assim ajudamos a construir um Futuro que queremos melhor e sustentável.

Esse Futuro estará sempre relacionado com aquilo que formos fazendo no nosso dia-a-dia. E a junção destes pequenos gestos diários, ditará o futuro desta actividade que todos gostamos de praticar nos nossos tempos livres: a Pesca com Amostras.

A Administração

Facebooktwittergoogle_plus

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *