Spinning apeado requer um drag QB

Assim se discute no fórum:

Raúl Ribeiro abre a discussão:

” -Muito se exige de um carreto para spinning apeado: fiabilidade, leveza, boa recuperação de linha e drag….Drag???… mas alguns nem querem saber disso e usam back reeling. O que considero é que na escolha de um carreto para pesca apeada ao Robalo na nossa costa, cometem-se exageros na escolha da capacidade do drag. Um Daiwa Saltiga 4000 têm SÓ 22kg de drag …. e não é por isso que reboca peixes de 50 ou mais quilos…

Drag Carbon Washer 1

Qual será então o drag ideal para os nosso carretos sabendo nós que um robalo muito raramente passa os 5 ou 6 quilos….??? Se um drag deve estar afinado para 25% da tensão de ruptura de uma linha, logo e como a maioria de nós usa um multi para cerca de 12…. 14 kg…. Então o 14/4 = 3,5kg ….. no máximo….!!!! Terá então sentido escolher um carreto com drag de 7 kg….??? No entanto cada cabeça sua sentença…. e alguns ainda pescadores colocam tb a mão na bobine e compensam ….”
 Drag Carbon Washer 2
António Lino:

“-Não sendo um especialista nesta questão tenho já pensado muito sobre a mesma e chego à conclusão que se utilizarmos um fio normal com uma carga de ruptura que ronde os 9 kilos e se pensarmos que fechamos o drag até aos 2 kilos ou mesmo 1 kilo e meio chega e sobra um drag de 4 kilos para o nosso spining apeado. A não ser que queiramos levantar um peixe em peso de 5 ou 6 kilos, o que não me parece aconselhável fazer para a maioria das nossas canas. A maior parte de nós arrasta o peixe até lhe poder colocar o grip ou mão. Venham agora as opiniões de quem sabe.”

Diogo Moutinho:

“-Então, tendo em conta que F = m.a, para um drag de 9 KgF, a massa máxima do peixe seria de 0.92 Kg?? Sem contar com a transferência de força\peso para a cana\pescador… Não faz grande sentido… isso não é nada… ou então eu estou a perceber mal…”

Cláudio Morais:

“-Não é bem bem assim… Quando referes 9KgF, penso que estás a confundir ou referir-te a Newtons, enquanto que eu falo de 9Kg, em Newtons seriam qualquer coisa como 88,25N. A massa do peixe ser 0,92Kg, também não é assim linear, porque não é um objecto e muito menos inanimado – para nossa felicidade.”

Joaquim Nunes:

“-Na minha ideia e experiência a um drag totalmente fechado corresponde a capacidade máxima do carreto. Para o back reeling funcionar precisamos ou de um drag muito elevado, tipo 10 kgs, ou de uma bobine travada, sem drag, como eu fazia com os meus Mitchell 306 que tinham um drag de quilo ou pouco mais. Era impossível com aquele drag parar um comboio tipo um serra de 12 quilos a correr desalmadamente. A solução foi abdicar do drag, trancar a bobine e habituar-me ao back reeling, confiando na capacidade de linha do carreto. As coisas ficavam complicadas quando via demasiada linha a sair e pouca a recuperar. Mas lá fui aprendendo e nunca fiquei sem linha…

Para a nossa pesca com amostras acho que um drag de 3 ou 4 kgs é suficiente atendendo a que, como foi dito acima, tratar-se da força exercida pelo peixe na linha e não do peso do peixe em suspensão. A cana tem aqui um papel preponderante pois um drag de 1 quilo poderá significar a capacidade puxar 2, 3 ou 4 quilos na ponta de uma cana. Mas, ainda assim, prefiro carretos com drags elevados até porque a tendência com o uso é o drag ir perdendo aderência e escorregar mais cedo. A não ser que se usem os célebres discos de carbono que são realmente um espanto. Em suavidade e potência. Benditos discos de carbono, meti em todos os carretos que apanhei à mão e não hajam dúvidas: back reeling? Nunca mais!”
…..

… e este tópico continua de forma empolgante no fórum… Não perca!

A Administração.

Facebooktwittergoogle_plus

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *