Março 2013

Fazer a abertura…

por Cláudio Morais » 05 Mar 2013, 03:20

…não às trutas mas sim aos robalos! Pois é pessoal, está feita a abertura deste ano e diga-se de passagem que quase me custou um ou dois dedos! Tudo começou com um desafio lançado pelo grande parceiro João no inicio da semana, onde o desafio consistia em fazer uma pescaria em horário de expediente (ou quase). Claro que fiquei logo cheio de vontade, mas o pior é sempre o mais óbvio, o trabalho. Mas oh meus amigos, quem quer algo, tem que fazer-se à vida! Lá tive que fazer o arranjinho com a chefa, negociar horas de trabalho, trabalhar mais umas horas nos dias antes de sexta…Quase quase vacilou à última da hora, mas consegui! A sexta à tarde estava reservada para a pesca!

Combinamos horas e a ânsia era grande, mal eu sabia o que me esperava…Direcção? Sul!! Tratei de fazer um bom registo fotográfico e garanto que as fotos não demonstram nem um terço do quão bonita é a zona. Chegamos ainda de dia, analisamos os pesqueiros, espreitamos aqui e ali, a máquina ia disparando sempre a guardar pedaços da natureza…A ansiedade aumentava, as perspectivas eram boas! Acho que as fotos seguintes podem ajudar a entender o que pretendo dizer.

CIMG0302

CIMG0308

CIMG0310

CIMG0317

CIMG0322

CIMG0325

CIMG0329

CIMG0332

Continuamos o reconhecimento do local, desta vez na gastronomia local e tivemos um pequeno e saboroso lanche antes de começar realmente a pesca. Foi num ápice que paramos no local escolhido e montamos o material, ainda a tempo de sermos recompensados por um caloroso por-do-sol.

CIMG0335

CIMG0337

O calor do dia começava a dar lugar a uma noite estrelada e fria, cada vez mais e mais. A lua, companheira de outras investidas permanecia escondida algures, dando lugar às cintilantes estrelas, umas mais cadentes que outras. Lançamento, atrás de lançamento, ora mais para a esquerda, ora mais para a direita, ora em cima desta pedra, ora ali na escoa e o peixe não dava sinal… O frio aumentava, as mãos e os dedos começavam a ficar dormentes e o multi a roçar no dedo a cada lançamento não ajudava nada! Faltava um peixe…

Eis que numa troca de amostra deu-me um palpite para experimentar uma cor escura, neste caso bem escura. Uma macua 17 preta iria para a mesma água onde todas as outras nada conseguiram. Lançamento, a escoa fazia a amostra dar algumas cabeçadas na areia até que….Algo deu sinal do outro lado!! Cabeçadas e mais cabeçadas, a cana bem dobrada! Mas o drag nem cantou…Começo a trabalhar o peixe, tentando perceber o que se passava, por algumas vezes senti o peixe a apanhar boleia das ondas e a vir na minha direcção, outras a aproveitar a corrente para se esquivar. Mas a sorte estaria comigo nessa fria noite e assim consegui: o primeiro robalo de 2013!

CIMG0344

Não é um robalão ou troféu,pelo contrário. Mas o sentimento é genuíno, fiquei bastante contente com esta captura por mais singela que seja…A abertura estava feita! O robalo trouxe algum animo aos dois, mas o frio acabaria por tomar conta da nossa teimosia e antes que ficássemos sem um ou dois dedos por causa do gelo, demos por terminada esta investida. A viagem de regresso como tem vindo a ser tradição da Team Bobadela, teve pelo meio a bela da bifaninha num qualquer recanto manhoso.

Ficha técnica:
Cana: Hiro Magister Sea Bass 3,00m
Carreto: Okuma Trio 40s
Multi: Sufix 832 0,18mm
Terminal: Duel Powercarbon 0,37mm
Amostra: Macua M13 165

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *