header principal

Dia de consoada
por Augusto Grenha » 24 dez 2014, 18:18
 
Boas camaradas...
Este é o meu primeiro relato no fórum.

Tudo começou num telefonema que seria um desejar de boas festas e acabou por se marcar uns lançamentos.. Eu e o amigo Bruno la nos encontramos no local combinado e lá fomos até ao pesqueiro. Chegamos lá montamos o material descemos umas pedras e toca a lançar,após varias tentativas não havia sinal de peixe, foi então que o Mestre Bruno disse vamos ali a outro local que costuma ser bom.

Lá fomos visualizou-se a melhor opção e toca a lançar, siga a tentar e nada também estava bloqueado por algumas pedras foi então que decidi trocar de pedra e para meu espanto ao terceiro lançamento ouvi pela primeira vez o cantar do Ranerium (que lindo) zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz... Peixe ferrado e como não era um pesqueiro fácil o Mestre Bruno la deu umas dicas e toca a saltar de pedra em pedra sempre com a linha esticada,lá coloquei o menino a seco. Era um menino com 42 cm e 957gramas

Resumindo uma manha muito bem passada com uma pessoa espectacular ao qual agradeço toda a sua disponibilidade" OBRIGADO BRUNO"
 
augusto grenha robalo 1
 
augusto grenha robalo 2
 
Material utilizado:
Cana: Shimano Aspire Seabass 300H
Carreto: Shimano Rarenium 4000 Ci4
Multi: Sufix 0,20mm
Terminal: 0,40mm
Amostra: Black Minnow 120
 
Céu cinzento, folha castanha, peixe verde
por Nuno Ribeiro » 25 nov 2014, 19:27
 
Hoje decidi ir fazer o fim de tarde aos verdinhos. Lá me fiz à estrada e em pouco tempo estava no pesqueiro escolhido... um lago de águas acastanhadas, rodeado de canas, com poucas aberturas e uma profundidade média de 1 a 1,5m (sem fundões). Condições muito complicadas no Inverno, mas que melhoram rapidamente com 1 ou 2 dias de sol e temperatura mais quente. Estavam reunidas as condições hoje para que a actividade do peixe estivesse um bocadinho melhor... 

Comecei a pesca com uma amostra de reacção (spinnerbait) numa cana e uma minhoca à texas na outra. Fui batendo todos os cantinhos acessíveis que encontrei mas nada se mexeu... Encontrei outros 2 pescadores "de medalha" que nada tinham capturado também. Experimentei lipless e cranks normais, lagostins, flukes, mas nem um pequenito via a mexer. Decidi então que estava na hora da jogada táctica... um bombom irresistível abanado à frente de peixes gordos que estejam a fazer dieta de inverno. Traduzindo: uma minhoca de 6 polegadas montada à drop shot. Como a profundidade do pesqueiro é baixa, a altura do chumbo ao anzol foi de certa de um palmo apenas e o chumbo era mesmo minúsculo. Lá comecei a lançar afastado da margem e ir animando devagarinho até às canas na margem, insistindo mais nessa zona junto às canas. Uma imagem da zona em questão:
 
nuno ribeiro lago
 
Num dos lançamentos, mesmo junto às canas e a trabalhar com a linha quase na vertical... sinto a linha a afastar-se da margem e cravo. De imediato percebi que era um bom peixe... mal se sentiu cravado, o peixe deu uma corrida que culminou num bonito salto. Deixei-o cansar-se antes de o encostar à margem para que o pudesse passar pelo meio das canas sem ele se mexer muito. Depois de um bocado de luta bem emocionante para o controlar num sítio tão apertado, como podem ver na imagem acima, lá o encostei e o agarrei. Que lindo verdinho... há muito tempo que não fazia um peixe assim. Peixes deste tamanho, infelizmente são raros aqui na zona dada a imensa pressão de pesca por parte dos "rapadores". Não o pesei nem medi. Fica o registo fotográfico:
 
nuno ribeiro achiga 1