header principal

Prémios do 7º Torneio Nacional de Spinning e Corrico de Costa - Luís Vicêncio

A Administração do Pesca Com Amostras, agradece uma vez mais reconhecidamente a todos os patrocinadores pela confiança e pelo apoio que deram ao 7º Torneio Nacional de Spinning e Corrico de Costa - Luís Vicêncio.

Com estas parcerias é possível oferecer este belíssimo lote de prémios a todos os participantes do Torneio e cimentar também ainda mais a referência que este Torneio já se tornou na Pesca com Amostras em Portugal.

Certamente continuaremos a merecer e a reforçar a confiança que em nós depositam.

Muito obrigado.

7º Torneio Nacional de Spinning e Corrico de Costa Luís Vicêncio Prémios

A Administração.

Agradecimento aos Patrocinadores do 7º Torneio Nacional de Spinning - Luís Vicêncio

Cumpre-nos agradecer publicamente a todos os que mais uma vez apoiaram e se associaram ao Pesca com Amostras no Patrocínio do 7º Torneio Nacional de Spinning e Corrico de Costa - Luís Vicêncio. Uma realização única a nível Nacional. É com muito prazer que vimos empresas e lojas, reputadas e credíveis a apoiarem esta nossa iniciativa. É também a demonstração pública de toda a confiança no Pesca com Amostras que desde há vários anos realiza este e outros eventos. Nas imagens abaixo, surgem os logos/nomes dos que se associaram, patrocinaram e apoiaram.

7 Torneio Nacional de Spinning e Corrico de Costa Lus Vicncio   Agradecimento patrocnios

Apesar dos tempos conturbados em que vivemos e das dificuldades associadas, tudo fizemos para oferecer a todos os participantes um prémio individual, como em todas as edições anteriores. Os Troféus para os primeiros classificados desde o primeiro dia que estiveram assegurados pelo Pesca com Amostras. Todos juntos, demos mais um grande exemplo de dignidade, de sucesso, de postura e de ética na pesca desportiva. Soubemos, com a participação de todos, inspirar-nos no exemplo que foi o Luís Vicêncio e continuarmos a trabalhar para a afirmação deste grande espaço, único a nível nacional. Deu trabalho, continuará a dar muito trabalho, mas valerá sempre a pena.

É também da mais elementar justiça associar e agradecer aqui, a quem desde sempre nos apoiou e nutre um grande carinho por este espaço de todos nós.

Um grande abraço a todos e o nosso muito obrigado

A Administração.

7 Torneio Nacional de Spinning e Corrico de Costa Luís Vicêncio 
No próximo dia 22 de Maio de 2016, na praia de Buarcos - Figueira da Foz, vamos realizar o 7º Torneio Nacional de Spinning e Corrico de Costa - Luís Vicêncio. É um Torneio único a nível Nacional, no mar e que já vai na sua 7ª edição.

Está pensado para ser um momento de pesca, de convívio e de camaradagem de toda a comunidade PCA, mas aberto também a todos os que nele quiserem participar. E quem já nele participou recorda com especial carinho esses momentos únicos. 
As inscrições estão a decorrer para os membros no fórum e para os não membros pelo seguinte email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.  Haverá troféus para os 3 primeiros classificados e prémios para todos os participante. Junta-te a nós e participa neste grande evento Nacional de Spinning e Corrico de mar.

Contamos com a tua presença

A Administração.
7º TORNEIO NACIONAL DE SPINNING E CORRICO DE COSTA - LUÍS VICÊNCIO
 
 
REGULAMENTO

O 7º Torneio Nacional de Spinning e Corrico de Costa – Luís Vicêncio, é realizado sob a égide e organização do Pesca Com Amostras

1. OBJECTIVOS DO TORNEIO

Os principais objectivos a atingir são:
1.1. Divulgar a pesca de predadores costeiros com amostras artificiais, de uma forma consciente e responsável, bem como a importância da sua devolução ao seu meio ambiente, em condições de bom estado de sobrevivência, como forma de preservação das espécies.
1.2. Promover o convívio entre todos os membros e utilizadores do Fórum/site Pesca com Amostras.
1.3. Desenvolver a camaradagem, a entreajuda e o espírito da pesca unicamente como um desporto.
1.4. Promover, divulgar e captar a atenção de todos os interessados, para a pesca desportiva, as matérias desenvolvidas no Pesca Com Amostras onde com tolerância e espírito construtivo se tenta implementar nos pescadores lúdico/desportivos portugueses uma nova mentalidade na abordagem destas temáticas para que todos tenham uma atitude mais consciente e responsável na preservação das espécies, na sua sustentabilidade e um contacto sadio com a natureza, num entendimento puramente desportivo.

2. CONSTITUIÇÃO DO TORNEIO

2.1. O 7º Torneio Nacional de Spinning e Corrico de Costa – Luís Vicêncio, é constituído por uma única prova, que se realizará na data, local e hora a seguir indicados:
Data de realização: Domingo, 22 de Maio de 2016
Local de realização: Cabo Mondego - Buarcos
Concentração: 6.30h
Briefing: 06:35h
Saída para o local da prova: 06:50h
Início da prova: ás 7:00h 
Fim da prova: às 12:00h

Ponto único: Por motivos de força maior, poderão vir a ser alteradas as datas e local de realização deste Torneio. Das eventuais alterações, será oportunamente dado conhecimento aos interessados no fórum ou através de outros meios.

3. CLASSIFICAÇÃO NO TORNEIO

3.1. A Classificação no 7º Torneio Nacional de Spinning e Corrico de Costa – Luís Vicêncio é individual e será declarado vencedor do Torneio o participante que obtiver maior número de pontos, atribuídos da seguinte forma:
3.1.1. A cada exemplar (Baila ou Robalo e até ao máximo de cinco exemplares) será atribuída uma pontuação igual à medida do seu comprimento, em centímetros, acrescida de majoração de 10 pontos apena(s) no(s) caso(s) de comprimento superior à medida de lei (robalo e baila), sendo a respectiva soma a classificação na prova.
Exemplo: Robalo (medida de Lei 36cm) – captura de 62cm - Cálculo de Pontos: 62cm + 10pts = 72 pontos.
Robalo: captura de 35cm = 35pts
Baila ou “Vária” (medida de Lei 20cm) – captura de 42cm . Cálculo de Pontos: 42cm- + 10pts = 52 pontos.
Baila: captura de 19cm = 19pts.
A recompensa
por Luis Freitas» 29 mar 2016, 22:38

Dia 25 de Março 2016 manhã combinada para pesca como tem sido habito com os amigos André e Ricardo. 6h da matina já na praia com condições bem melhores do que na ultima ida a coisa prometia.

foto

Passado pouco tempo de já estarmos a tentar a sorte lançamento a traz de lançamento e sem toques resolvi trocar o vinil por uma amostra dura, indeciso e com o André ao meu lado pergunto; qual é que vai à agua?? resposta "oi oi ,hirame estás á espera de que"!? ok respondi eu, é já. E não é que ao terceiro lançamento e com o sol a rebentar sinto um puxão valente e lá vai linha ui....... que este é bom, demorou pouco tempo de luta pois o peixe tinha atacado mesmo na beirinha já quase na areia mesmo, e com o drag apertado um pouco mais do que devia,tive que me aguentar.... pois nem tive tempo de pensar em por a mão no drag, meio atrapalhado e com o coração a disparar lá consegui por o peixe a seco.... ui ui belo peixe diziam os companheiros... eu fiquei sem palavras nunca pensei que o peixe se atira-se tão perto do fim da linha de água surpreendeu me mesmo, nada que já não me tivessem avisado mas... nunca estamos a contar.

Entretanto fiquei ali uns minutos a apreciar o bonito robalo que consegui enganar e a pensar para os meus botões... que bela surpresa que o MAR me deu.

robalo luis

Para vos abrir o apetite...
por João Mota» 27 fev 2016, 23:13

Como sei que a febre está em altas e tá quase a abrir a tão esperada temporada truteira aí no continente, deixo-vos mais umas fotos daqui perto... Só para meter inveja, fui de calções e apanhei um belo escaldão!! No ribeiro que eu mais gosto e numa investida rápida para aliviar o stress, agua gin clear como dizem os camones e como sempre trutas poucas e difíceis não dando 2ª oportunidade...consegui ter três ataques com duas boas capturas e uma que teve mais talento que eu. Penso que é o ribeiro perfeito para me treinar para quando for às fário continentais, que espero tão difíceis, ou mais, do que estas.

Ficam as fotos.

DSCF2198 1
DSCF2193 1

 Abertura s Trutas 2016

Concentração Junto do Restaurante "Boa Viagem"
Porta da Raiva - Oliveira do Mondego.
GPS:
Lat: 40°19'20.84"N
Long: 8°13'31.70"W

REGULAMENTO DA CONCESSÂO

1. As licenças respectivas para a pista de Penacova, serão entregues a cada membro no próprio dia.
2. A pesca realizada é sem morte.
3. Todas as capturas serão imediatamente libertadas após o registo de peso e tamanho caso seja possível com fotografia.
4. Todos devem fazer-se acompanhar das respectivas licenças para águas interiores, nacionais ou locais.

Inscrições a decorrer e gratuitas para os membros do Fórum Pesca com Amostras.

Mais uma grande inicitiva do Fórum Pesca com Amostras

E claro não ficaremos por aqui…

Robalo de Aniversário
por André Dimas» 29 jan 2016, 11:59
 
Depois de muita agitação marítima e muito aguardar por fazer uns lançamentos, parecia que finalmente ia chegar a calmaria e assim uma boa oportunidade para molhar as amostras. Melhor ainda se juntar à pescaria o dia de aniversário, e assim foi... Sábado, 16 de janeiro, 6h da manhã e lá estava eu a caminho... Cheguei à praia perto das 7h, ainda de noite e muito fresquinho que estava (4,5ºC). Material preparado e “pés” na areia, começa a pescaria. Algum tempo depois, o sol aos poucos levantava e as gaivotas abandonavam o leito de descanso para voltar à rotina piscatória. Mudo de amostra, vou caminhando ao longo da costa, mais uns lançamentos e... Linha a esticar, aí estava ele, parecia um bom exemplar.

Dia a começar bem com esta boa prenda.
 
Visita pré Natalícia
por João Mota» 19 dez 2015, 19:35
 
Boa tarde companheiros deste vicio que é o de lançar plásticos, metais e ou (no meu caso) linhas. Trago-vos um pequeno relato da minha ultima saída às pintonas madeirenses, na ultima quinta feira. Algo que já andava meio planeado, mas que por forças maiores (estive de licença de assistência à família, a mulher com uma infecção nos pulmões e a miúda com uma amigdalite) tinha andado meio adiado. Bem, venho então do Porto Santo na segunda feira, já pelo caminho de barco vinha a magicar os pormenores, imaginar como estava o ribeiro, a lembrar que da ultima vez tive uma lição de humildade (fui todo artilhado para a fotografia e para o video...e nem uma...), enfim, vinha entretido nos melhores monólogos mentais que podemos ter nós próprios.  Tudo estava preparado mentalmente, faltava chegar o dia. A quinta feira lá chegou e com ela um dia dos melhores, levantei-me já para o tarde, normalmente quando vou sozinho e com tempo é assim, sem pressa e a aproveitar o tempo de preparação para a pesca, é tipo um refrear de vontade que vai crescendo para se soltar no ribeiro à força toda. Alinhavando, visto-me e tomo o pequeno almoço descansado, agarro o material ao qual juntei no dia anterior uma rede de apanhar peixinhos nos aquários para sondar a bicheza por baixo da capa de agua e por entre as pedras, algo que apesar de ter noção ser importante me tinha deixado descurar. Saio de casa e paro para um café no outro lado da estrada, é imperativo! Faço-me à estrada pelas 10h sabia que dali a 1 hora estaria onde estou melhor ultimamente, com os pés dentro de agua a sentir o liquido a brincar com os pelos das pernas enquanto que tendo valsar com a linha o ar!

Eram 11h quando parei o carro no sitio do costume e 11:10h quando arranco já preparado para o começo da jornada. O ribeiro é aquele que mais me intriga, com condições para ter bastantes trutas tem poucas, não se vêm a quantidade de outros sítios cá no burgo nem se capturam amiúde, pelo contrario, tenho-o dividido em três troços mentais, o primeiro mais curto (o tal da ponte) que dá para capturar no máximo 4 ou 5 trutas, o segundo pelo meio com condições maravilhosas e no qual levei uma bela lição à semanas, e este. é neste que tenho capturado mais, mas não mais de 6 ou 7 pela jornada a fora, é este que quero para já descobrir o que o faz clickar. Chego ao spot e começo a jornada, decido usar um tricoptero, uma Tan Elk Caddis, tinha dado resultado da ultima vez e serviria para comparação de ideias, a jornada começa calmamente e sem quaisquer toques, já vinha mentalmente preparado, este ribeiro não facilita, zonas muito abertas e sem sitio para me esconder, o dia claro não ajudava e até as minhas passadas pareciam as de um elefante. Passei por dois ou tres lugares que tinham dado ataques da ultima vez, mas nada. Não se viam insectos até ao momento e penso para mim que o caudal tinha baixado, este inverno ainda não deu sinal de si e a falta de agua vai-se fazendo sentir um pouco por toda a ilha...uma boa meia hora depois de ter começado saí o primeiro ataque e truta, não era grande, mas de bom valor! Não se deixam trazer à primeira e teimam até à ultima, boas lutadoras e com provas de inteligência, tentam a sorte junto ao fundo na esperança que alguma pedra as solte. Desta vez nenhuma conseguiu, as batalhas foram todas minhas.
truta 1